sábado, 3 de setembro de 2016

ESCLARECIMENTO: EMBATES ENTRE ESTUDANTES DA UNEB X PMBA.

Quanto a agressão física e moral pela qual passaram os estudantes da UNEB na ultima quinta-feira, dia 01 de setembro, no Campus do Cabula com o uso, inclusive, desproporcional da força de repressão do Estado contra jovens estudantes universitários fez lembrar o emprego dos Totons Macoutes de Geraldo Alckmin, Beto Richa e do Marconi Perillo contra manifestações legitimas do povo.
A desastrosa ação da PMBA ante este fato grave fez acender a ira da militância de esquerda contra o governador Rui Costa , insatisfação não só dos petistas mas de toda a militância progressista no estado da Bahia.
A militância progressista do nosso estado quer do governador da Bahia o mesmo tratamento que foi dado pelos governadores de São Paulo, Paraná e Goiás aos movimentos pró-golpe de Estado, uma repressão protocolar, condescendente sem esquecer, também, de mudar o tom quando houver manifestações em nosso estado a favor do canalha e usurpador Michel Temer.
Segundo uma pessoa próxima a ação de repressão descabida não partiu do governador do Estado e nem do comendante-geral da PMBA, porém,foi uma decisão privada e particular do comandante 23ª CIPM destacada para conter os excessos no local.
O mais grave deste imbróglio é que o incompetente comandante descumpre o Art. 301 do Código Penal Militar - o Decreto Lei 1001/69 ao desobedecer a ordem do seu comandante-geral e agir a revelia e, segundo dizem, pediu ajuda de militares do 19º BC - um canalha bucéfalo. O que pretendia com isto?!
Como é do conhecimento geral um dos basilares pétreo do serviço militar é a obediência incondicional do subalterno ao seu superior e este "Recruta Zero" infringiu deliberadamente.
A militância evocou o grave incidente ocorrido no Cabula em agosto do ano passado contra o governador Rui Costa, porém, achei um exagero.
A atitude isolada e irresponsável do comandante da 23ª CIPM para ser melhor compreendida aconselho a leitura de livros e artigos do prezado amigo Capitão Marinho do Exército Brasileiro, que é uma autoridade, uma sumidade, sobre o tema "Segurança Publica" disponíveis em seu blog e nas livrarias.
José Carvalho, Salvador, setembro de 2016.