quinta-feira, 30 de abril de 2015

POR QUE A PRESIDENTA NÃO DEVE FALAR NO DIA 1º DE MAIO?

Ante a possibilidade da presidenta da republica não vir a se pronunciar na data comemorativa ao 1º de Maio, Dia do Trabalhador, muitas especulações têm sido feitas.

Há os que defendem o pensamento de que devido ao corte de verba publicitária do governo destinada aos meios de comunicação - como rádio e televisão - fizeram os donos da grande mídia nacional preterirem o discurso da primeira mandatária do país em rede nacional. 

Contudo, a Constituição Federal em seu Capítulo V, Art. 223  diz que compete ao Poder Executivo outorgar concessões de rádio e televisão.

Sendo, assim, sempre que achar necessário o representante do executivo federal pode vir a publico para falar a nação em cadeia de rádio e televisão sem nenhum óbice legal por quem explora essas concessões publicas.

Outros alegam o receio de um ruidoso panelaço, justificativa totalmente sem sentido.

O que impede a presidenta Dilma Rousseff de  se dirigir aos trabalhadores brasileiros no dia 1º de Maio é a falta do que ter o que falar.

As MP's 664 e 665 editadas no dia 30 de dezembro do ano passado comprometeram as  relações da classe trabalhadora com o Planalto.

E a política fiscal contracionista posta em prática pelo Ministro da Fazenda Joaquim Levy traz em seu bojo o desemprego, a redução do consumo da classe trabalhadora, a redução de benefícios previdenciários, mudanças nas regras do Seguro do Desemprego, a recessão, a desconstrução dos avanços sociais - politicas que antipatizaram a relação Governo x Trabalhadores.

Se dirigir em rede nacional ao proletariado brasileiro para falar que vetará a PL 4.330/04 vai soar como casuísmo politico ou discurso demagógico.

Costumo dizer que a relação entre quem governa com o povo é baseado em um sentimento condicional e não incondicional, se a economia vai bem as famílias também  vão bem e vai apoiar incondicionalmente quem estiver no poder, caso contrário, a insatisfação popular pode lhe tirar do poder.

A presidenta fará um grande favor aos trabalhadores brasileiros não se dirigindo a eles de mãos vazias neste dia 1º de Maio, querer provar que o quadrado é redondo a fim de  justificar a política fiscal posta em prática pelo seu ministro da fazenda pode ser vista como ofensiva.

Sem assunto, sem discurso - simples assim.

José Carvalho, Salvador, abril de 2015.
   


quarta-feira, 29 de abril de 2015

SE O DINHEIRO É PUBLICO,ENTÃO, NÃO TEM DONO.

O ex-presidente uruguaio José Mujica disse em entrevista à BBC recentemente, que estava preocupado com a corrupção no Brasil, fenômeno que parece um estigma nacional.
Em parte originada pela necessidade de se conseguir maioria no parlamento via política do toma lá, dá cá.
O Mujica passou um recado subliminar aos políticos brasileiros ao afirmar:
"Se misturarmos a vontade de ter dinheiro com a política estamos fritos".
E aconselhou:
"Quem gosta de dinheiro tem que ser tirado da política e ir para o comércio, a industria, onde é normal multiplicar a riqueza".
Se fosse arbitrar um percentual para dimensionar o numero de políticos brasileiros que incursionam pela política como ávidos duende em busca do seu pote de ouro, seria algo em tono dos seus 97% sem margem para erros, cravados.
O político brasileiro pensa da seguinte forma:
- Se o dinheiro é publico isso quer dizer que ele não tem dono.
Para se resolver o problema da corrupção no Brasil - que não só na política mas,também, enraizado em toda máquina publica municipal,estadual e federal com as suas empresas, bancos públicos e etc.
Porém, como falo em relação ao mau político é preciso banir da vida publica e política do país, o corrupto e os seus familiares até o 3º grau para garantir a cauterização dos ferimentos causados aos cofres públicos.
Porque o que vemos no Brasil é uma monarquia não institucionalizada, o estado da Bahia é um exemplo disso, já teve um ACM, um ACM Junior e agora, um ACM Neto.
O politico corrupto não se intimida com leis proibitivas, anti-corrupção o que ele teme é o banimento da vida publica e política indefinidamente - ainda mais sem a possibilidade de estabelecer um sucessor Junior ou Neto.

José Carvalho, Salvador, abril de 2015.





EUA E O SEU GOLDILHÃO - ESQUEMA DE CORRUPÇÃO EM OURO.

Ha algum tempo os EUA assumiu com o FMI a promessa de depositar 19,5 toneladas de ouro negociados em 1978 para financiar o Direito a Saques Especiais.
Contudo, ao que parece, o ouro não existe no Bullion Depository dos EUA em Fort Knox.
Foi uma exigência do FMI depois do fim dos Acordos de Bretton Woods que os Direitos Especiais de Giro do FMI devem conter uma certa quantidade em ouro para estabilizar o dólar sintético ou sem lastro.
Como deve se chamar uma fraude internacional em inglês?
Seria goldilhão?
José Carvalho, Salvador, abril de 2015.


terça-feira, 28 de abril de 2015

O DESTINO MANIFESTO ESTADUNIDENSE E A MANUTENÇÃO DO DÓLAR COMO MOEDA PADRÃO DE TROCA INTERNACIONAL.

Após a 2ª Guerra Mundial foram lançadas as bases para o gerenciamento do sistema econômico e financeiro internacional chamado Acordos de Bretton Woods.
Uma das principais ações deste acordo foi estabelecer o dólar norte-americano como moeda padrão de troca internacional, onde cada país signatário deveria adotar uma política que mantivesse a taxa de câmbio de suas moedas dentro de um determinado valor indexado ao dólar.
O dólar seria uma moeda conversível em ouro em razão do seu valor está ligado ao metal na proporção de US$35,00 por onça troy, o chamado Gold Standard ou Padrão Ouro.
Porém, em 1971 os EUA teve dificuldades em gerir a paridade do dólar com o ouro devido à maciças emissões de dólares para financiar suas campanhas de guerras neocolonialistas.
Desde,então,o dólar deixou de ser conversível em ouro e em substituição surgiu o câmbio fixo,flutuante ou amorfo onde ambos os sistemas são mantidos simultaneamente englobando vários pares de moeda como o  euro, iene japonês e etc...
Com o surgimento do neoliberalismo econômico o dólar passou a ser uma moeda sem lastro amplamente utilizada como padrão monetário internacional.
O dólar hoje é apenas uma moeda fiduciária sem qualquer lastro em ouro. 
E isso é muito ruim para economia internacional, um exemplo disso foi o que ocorreu em 2008, ano em que o FED emitiu um PIB brasileiro em dólares do nada.
Em setembro de 2008 a base monetária americana disparou e fez gerar a crise financeira internacional com a quebra de bancos internacionais importantes como o Lehman Brothers e etc - bancos ,inclusive, que emprestavam  35 vezes o valor do seu patrimônio líquido. 
A partir do momento em que do dólar americano perdeu a sua conversibilidade em ouro mas mesmo assim continua sendo a moeda padrão de troca internacional sem a preocupação com o excesso de liquidez na economia global, razão pela qual a economia internacional passa por turbulências e caos econômico cíclicos.
O dólar só continua como moeda padrão de troca internacional a fim de que se cumpra o  Destino Manifesto Americano através do poder econômico e financeiro mundial.
O Destino Manifesto é crença em que os EUA é um Novo Israel, uma nação eleita por Deus para comandar o mundo, a sua supremacia sobre os demais povos do planeta é o cumprimento da vontade divina.
Uma nação que não deve se submeter a leis e a tribunais internacionais mas deve,sim, governar a si mesmo.
No dia 28 de maio de 2014, na cerimônia de formatura da Academia Militar de West Point, o presidente Barack Obama confessou transliteralmente: 
"Acredito com cada fibra do meu ser no excepcionalismo do meu país sobre qualquer outro no mundo".
Com base nessa crença impero-político-religioso-nacionalista é que os EUA teme o avanço do BRICS, Banco do BRICS e do AIIB, cujo objetivo maior é romper com a hegemonia norte americana sobre a economia mundial mantida, principalmente, por causa do dólar.

José Carvalho, Salvador, abril de 2015.






























A MÁFIA TUCANA DENUNCIADA POR UM POLICIAL.

segunda-feira, 27 de abril de 2015

MITOS & VERDADES SOBRE A CRISE ECONÔMICA.

MITO: Não estamos em crise porque em 2013 as famílias gastaram R$50 bilhões em festas infantis.
VERDADE: Se você não considerar a concentração de renda não,não estamos.
Porém, se considerar a concentração de renda você vai entender que a maior parte desses R$50 bilhões foram gastos por parte dos 6% que detêm a maior parte das riquezas gerada no país;
Quanto ao resto é só usar de aritmética simples.
Ou seja, nação com mais de 200 milhões de habitantes se 5 em cada grupo de 10 gastar R$500 em festas infantis vai dá mais de R$50 bilhões.
Conclusão: Festas infantis, venda de Ovos de Páscoa, venda de buquês de rosas no Dia das Mães, engarrafamento nas estradas durante o feriado não quer dizer que não estamos em crise.
MITO: Iberia Aeroline investe no Brasil apesar da crise.
VERDADE: Sim, existe uma crise econômica no país.
Como não haveria de ter uma crise econômica a partir do momento em que o governo retira moeda do meio circulante através da sua política fiscal contracionista ? 
O governo tem que gerar mais de R$15 bilhões de superávit primário ao mês senão não vai ter dinheiro para pagar os juros da dívida publica. 
Investimento bom, são investimentos direto na industria de bens de capital e de transformação.
Conclusão:  Vendas de Ovos de Páscoa, venda de buquês de rosas no Dia das Mães, engarrafamento nas estradas durante o feriadão, festas infantis, não são sinais que a economia reage ou que vai indo bem. 
José Carvalho, Salvador, abril de 2015.

QUEM NÃO INVESTE NO SOCIAL OFERECE CARNAVAL.

O carnaval de Salvador até o início dos anos 80 era realizado em um período de 3 dias, depois o avô do atual prefeito aumentou para 5 e tempos depois para 7 dias.
No carnaval deste ano o prefeito anunciou que o carnaval de 2016 vai começar em um domingo antes do período momesco,portanto, duração de 10 dias.
A semana passada foi anunciada a "Micareta de Orla" de Salvador.
Os ganhos de carnaval são para uma minoria como as cervejarias, donos de blocos, camarotes e bem pouco, a hotelaria.
Salvador precisa é de trabalho, que se invista no social, ofereça cursos técnicos a população de baixa renda, ações sociais de recuperação dos viciados em crack como fez Haddad em São Paulo, olhar para as marisqueiras da cidade baixa o que não vai faltar é situações precárias em nossa cidade.
Contudo, essa visão do social, de olhar para o próximo como gente como a gente só mesmo dentro da visão socialista democrática do PT.
A direita desde a Roma antiga não abandonou a prática do pão e crico, ainda mais agora que o PT garante o pão através das suas políticas sociais, a direita só precisa se preocupar como o circo.
José Carvalho, Salvador, abril de 2015.

domingo, 26 de abril de 2015

QUEM TEM O PSDB COMO ADVERSÁRIO POLÍTICO: REGISTRO DE PATERNIDADE E DNA EM CARTÓRIO.

Durante o Congresso Municipal do PT de Salvador, realizado no ultimo dia 25 de abril na sede do SINDAE.
O economista Sergio Grabrielli falava da necessidade do governo fixar na memoria do povo os programas sociais implementados pelo governo petista durante os últimos 12 anos, como o Bolsa Família, Pronatec,Pro-Uni,FIES, Sistema de Cotas,Brasil Carinhoso, Programa Luz Para Todos,Mais Médicos, Minha Casa Minha Vida, SAMU, Farmácia Popular,Brasil Sorridente e o Água Para Todos.
Em parte não valorizado pelos beneficiários devido a ausência de Assistentes Sociais nos postos de atendimentos das prefeituras municipais - muitas delas governadas por partidos de oposição ao governo - a fim de explicar aos beneficiários dos programas que estes surgiram devido a vontade política do governo de transferir renda mínima às famílias em situação de extrema pobreza ou pobres, dar acesso ao ensino superior, a formações técnicas,água, energia e saúde.
Exemplos foram citados para falar da falta de reconhecimento dos beneficiários desses programas, como a de um jovem negro que cursava uma universidade publica e dizia que estava lá porque era obrigação do governo fazer isso ao que o seu interlocutor lhe perguntou:
- Quem estava no governo não tinha essa obrigação antes,não?
Assim também com os demais programas sociais.
Ou seja, o governo precisa fortalecer para o povo quem foi o idealizador dos programas sociais devido a opção que o PT fez pelos pobres e pelos que não tinham voz e nem vez para entrar no Orçamento da União e se tornou a base das políticas publicas do governo petista.
Ainda mais quem tem como principal adversário político o PSDB, PSDB que lembra FHC, que lembra plágios de intelectuais banidos pela ditadura, do livro A Soma e o Resto copiado de La Somme  Et Le Reste de Henri Lefebvre e o mais grave, roubou a autoria do Plano Real, só porque havia assinado as cédulas de Real em lugar do ex-presidente Itamar Franco.
Fazer o registro da paternidade e do DNA dos avanços das politicas afirmativas de reparação racial e social  postas em prática pelo governo progressista do PT na memoria do povo é uma questão de justiça e preservação.

José Carvalho, Salvador,  abril de 2015.










RACHEL SHEHERAZADE: A BELEZA A SERVIÇO DA MANIPULAÇÃO.

Pensei em encontrar aqui em sua pagina no Facebook, um vídeo em que a mesma falava aos microfones da Jovem Pan, sobre a aprovação na CCJ de uma PEC de autoria do presidente da Câmara dos Deputados Federais Eduardo Cunha.
PEC que trata da diminuição do numero de ministérios federais - as suas colocações foram verdadeiras em relação a necessidade de se diminuir os numero de pastas, nada a acrescentar.
Contudo, a sua leitura sobre fatos relevantes da nossa política e economia são omitidos propositalmente. 
Já que a "menina bonitinha" - e não estou brincando - falou que a presidenta Dilma Rousseff não pode "rasgar a Constituição" porque,então, você se silencia sobre o juiz Sérgio Moro que efetivamente já rasga a Constituição Federal ao fazer da prisão um instrumento de tortura a fim de arrancar confissões?
Ou,então, pressupor a culpa dos réus antes de provar a sua inocência e tantas outras aberrações jurídicas e constitucionais?
Inclusive, a prisão arbitrária e ilegal da cunhada do ex-tesoureiro do PT.
São suas seletividades, parcialidades,míopes, equivocadas e tendenciosas é que não se pode levar a sério os seus comentários pela falta de honestidade de propósitos.
Um forte abraço petista senhora Rachel Sheherazade.

José Carvalho, Salvador, abril de 2015.


sábado, 25 de abril de 2015

CONGRESSO MUNICIPAL DO PT EM SALVADOR.

O Congresso Municipal do PT de Salvador, realizado na sede do SINDAE no bairro do Barris no dia 25 de abril, foi coroado com a presença de nomes importantes do PT da Bahia.
Como José Sergio Gabrielli, Marta Rodrigues, Beth Wagner, Maria Del Carmen, Vânia Galvão, Valmir Assunção e o experiente político Waldir Pires, o ex-governador da Bahia e atual vereador da capital no alto dos seus 89 anos enriqueceu o debate com a sua experiência.
O mais ilustre dos convidados foi a militância petista, a razão e o motivo do PT existir como "partido dos trabalhadores e das trabalhadoras do Brasil".
A  pauta dos debates tratou da conjuntura política e econômica do país.
Militantes petistas veem, assim como eu, o ministro Joaquim Levy como um desconstrutor dos planos,propósitos e práticas dos objetivos definidos pelo partido desde a sua criação - um "alemão", um "X-9", um infiltrado para minar o partido.
Já postei no Politica & Atualidades minhas divergência em relação a política fiscal contracionista posta em prática pelo ministro Levy, um banqueiro tradicional, economista da Escola de Chicago que prega o livre mercado ou liberalismo econômico em prejuízo da Escola Keynesiana onde o Estado é um agente indispensável para o controle da economia.
Quem não se lembra da fala do ex-presidente Lula quando declarou quem salvou o Brasil da Crise Financeira Global de 2008 foi o Estado Brasileiro?
O economista Sergio Gabrielli esclareceu em sua fala que na época o Governo Federal abriu mão de impostos desonerando produtos industrializados de IPI,PIS e COFINS a fim de manter o consumo interno.

Contudo, isso teria que ser uma solução emergencial de curto prazo mas as ondas de choques da Crise de 2008 ainda são sentidas pela economia mundial, a Europa fragilizada, os EUA ainda patinam, na Ásia a China já não cresce como antes, o Japão há anos não consegue crescer satisfatoriamente.

O que era para ser uma solução de curto prazo acabou se estendendo por praticamente 6 anos - Ou seja, as contas nacionais se desequilibraram.
Por causa da menor oferta de moeda no mercado causada pela fiscal do ministro Levy, o consumo dos trabalhadores e do setor de serviços têm diminuído e o governo não pode mais repetir a fórmula de 2008.

Como foi bradado no Congresso Municipal do PT de Salvador ou Levy sai ou Levy derruba a presidenta Dilma Rousseff.
O mais grave,porém, é a crise política - sobre a crise política já fiz  publicações aqui.
O recado deixado no final do Congresso é de que o PT precisa se refazer interna e externamente, voltar às ruas, aparar as arestas que causaram danos a sua imagem e continuar avançando em apresentar novas propostas mais à esquerda para o desenvolvimento econômico e social do país.
José Carvalho, Salvador, abril de 2015.



OLAVO DE CARVALHO FILÓSOFO OU COVER DE DERCY GONÇALVES?




Há tempos venho tentando identificar qual a formação acadêmica de Olavo de Carvalho, assisti a vários vídeos seus sem,contudo, nenhum sucesso.

As minhas análises eram inconclusivas.


Hora achava que ele era um astrólogo, hora um bruxo.

Uma espécie de xamã, um ginecologista.

Enfim, não chegava a nenhuma conclusão sobre a sua formação acadêmica.

Mas assistindo a este  seu vídeo falando sobre os combustíveis fósseis, minhas incertezas acabaram:

- O Olavo de Carvalho é um cover da grande humorista Dercy Gonçalves devido ao refino e rebusque da sua pornofonia.

Assista ao vídeo e tire as suas próprias conclusões.

José Carvalho, Salvador, abril de 2015.

BRASIL REAL: DEMOCRACIA, BRASIL DAS REDES SOCIAIS: DITADURA COMUNISTA DO PT.

Seria muito bom se,de fato,  houvesse um regime totalitário implantado no país.
Só assim o cérebro do brasileiro seria poupado de tantas maluquices que se ver nas redes sociais.
O cerceamento a liberdade de expressão e pensamento seriam muito bem vindos.
Só a democracia pode deixar  proliferar tantos desequilibrados mentais que veem numa sombra a imagem de um fantasma.
O brasileiro se despertou para as antigas práticas politicas no país só depois que o PT chegou ao poder, como a de "alugar o legislativo" a fim de aprovar projetos de interesses do governo.
Tudo começou com Pedro Álvares Cabral e a sua distribuição de miçangas para comprar o apoio dos políticos da época para a invasão da recém descoberta Terra de Santa Cruz - que na época eram representados pelos caciques, líderes guerreiros e pajés.
E nada mudou desde então.......

José Carvalho, Salvador,abril de 2015.







sexta-feira, 24 de abril de 2015

O BRASIL PRECISA DE POLÍTICOS DE PALANQUE AO INVÉS DE POLÍTICOS EM CARGO ELETIVO.

O que leva o eleitor a se decidir sobre qual candidato a ser  votado em um pleito eleitoral são as suas propostas e projetos de campanha.

É quando, de fato, o politico se aproxima dos anseios e das necessidades do povo em sinergia entre o interesse político e o popular.

A fala do candidato soa como musica ao ouvido do eleitor com versos bem ritmados de se, caso eleito, vai representar o povo, se compromete em ser o seu porta-voz no Legislativo ou Executivo. 

Contudo, depois de eleito o "representante do povo" troca o seu canto de sereia que usou para causar torpor mental no eleitor por grunhidos estridentes que causam zumbido no ouvido do eleitor.

A aliança celebrada com o povo em cima de um palanque de ser o seu porta-voz na política é substituída pelos seus interesses privados,particulares, partidários e empresariais.

O povo é prioridade na politicas quando o interesse popular está acima dos interesses pessoais e partidários de um político.

Enquanto quem está na base da pirâmide social sofre os efeitos amargo de uma política fiscal contracionista, políticos de oposição promovem a confusão na política a fim de gerar o caos no país, antecipam temerariamente uma eleição que só será disputada em 2018 em prejuízo da nação e do interesse popular.

Político que chega a fazer piada em sua página no Facebook ao postar que iria abrir uma CPI para apurar o "por quê" do seu time ter perdido uma partida de futebol durante um final de semana - como fez o presidente da Câmara dos Deputados Federais, Eduardo Cunha.

Desde que ocupa a presidência da câmara não priorizou nenhuma votação de PL de interesse popular, ao contrário, concluiu a votação da PL 4.330/2004 que praticamente extingue a CLT e  favorece os donos do capital via maior exploração do trabalhador.

O governo federal também é atacado por partidos que fazem oposição pela oposição e não colocam o país acima das diferenças politico-partidário, os tucanos prometem até a próxima quarta-feira, dia 29 de abril, apresentar pedido de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff por crime de responsabilidade fiscal e por sua vez o seu fiel escudeiro, o DEM, entrou com pedido de cassação do pedido de registro do PT junto a PGR por subordinação ao "Foro de São Paulo".

Se estes senhores e senhoras à frente do Legislativo - que se dizem representar o povo - se assim o fizessem, de verdade, entenderiam que crise econômica aliada a uma crise política quem só saí perdendo é o povo.

Por isso político bom é político de palanque porque fala a mesma língua do povo.

José Carvalho, Salvador, abril de 2015.





















quinta-feira, 23 de abril de 2015

Papa reitera que não aceitará embaixador francês gay no Vaticano

Quando leio matérias como essa em portais de notícias como o Yahoo,percebo que o Papa Francisco não passa de um garoto propaganda da Santa Sé.
Conheço ex-sacerdote Apostólico  Romano, que assistiu ao Papa João Paulo II e me confidenciou um percentual arbitrado por ele dentro do clero romano que se enquadram dentro da  "não aceitação" do Papa Francisco vinda do embaixador francês indicado para o Vaticano.
Uma pessoa inteligente como todo sacerdote católico - "comedor" de livros,que fala latim,italiano e espanhol.
Sabia do meu caráter e por isso se abria comigo.
Segundo este, possivelmente, mais de 70% do clero de Roma deveria ser preterida pelo mesmo motivo que o Papa Francisco diz não aceitar o embaixador francês em Roma.
Uma pessoa que já usou batina em Roma, esteve próxima ao alto clero ,contudo, não conseguiu conciliar a diferença entre a pregação e a prática e por isso abandonou o sacerdócio.






quarta-feira, 22 de abril de 2015

A PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF TERCEIRIZOU O GOVERNO?

A estratégia da oposição contra o governo da presidenta Dilma tem sido de promover a confusão para gerar o caos no país.

Se aproveitam da fragilidade do governo face a sua politica fiscal contracionista que tem exigido muito de pequenos e médios empresários, bem como, da classe trabalhadora - ajuste fiscal que tem desagradado ha muitos devido a diminuição da atividade econômica.

O Planalto estava com dificuldades para encontrar um nome para a coordenação política do governo a fim de barrar as derrotas que vinha sofrendo  no Legislativo Federal.

Haja vista que, o presidente da Câmara dos Deputados Federais, Eduardo Cunha -  um desafeto declarado do governo petista - vinha contrariando o governo ao priorizar votações de PL's  que o Planalto não via com bons olhos.

E o presidente do senado federal também dava sinais de sinergia com o seu colega de partido, o PMDB.

A presidente agiu com sabedoria ao convidar o vice-presidente da república e presidente do PMDB Nacional, Michel Temer, para assumir esta função.

A indicação da presidenta serviu para arrefecer os efeitos da crise política - e ao que parece, tem dado certo.

Para a oposição o governo ao fazer isso abriu mão de governar, foi o que declarou o líder dos Democratas na Câmara, deputado Mendonça Filho (PE).

Bom para o governo, ruim para a oposição.

Alguns líderes da oposição e setores empresariais ligados a eles, veem,também, a entrega do comando da economia ao ministro Joaquim Levy como outro indicativo da terceirização do governo.

Mas não seria o ministro Levy o responsável pela nossa riqueza,renda e dinheiro?

Estranho seria se o governo entregasse a nossa economia ao Ministro da Pesca.

O fato do ministro está muito em evidência é porque a sua pasta tem sido mais exigida para se resolver o problema do desarranjo das contas nacionais.

Se estivéssemos em guerra contra inimigos interno ou externo, quem estaria em evidência seria o ministro da defesa, simples assim.

Nessa queda de braço entre governo e oposição quem sai perdendo é o país e ao que tudo indica os oposicionista acreditam que os meios justificam seus fins.

Ou seja, impedir a qualquer custo  uma nova vitória do PT em 2018.

José Carvalho, Salvador, abril de 2015.







terça-feira, 21 de abril de 2015

SÉRGIO MORO & JOAQUIM BARBOSA, O ZORRO E O BATMAN A SERVIÇO DA INJUSTIÇA.

Já dizia o primeiro-ministro francês François Guizot no século XVIII:

" Quando a política entra no recinto dos tribunais, a justiça se retira por outra"

E quando a justiça sai, a injustiça entra.

O grande jurista baiano, Rui Barbosa, afirmava:

"A injustiça revolta-me, transmuda-me, incendeia-me, roubando-me a tranquilidade e a estima pela vida."

É praticamente impossível deixar de perceber a parcialidade de parte do nosso judiciário na condução de processos de justiça de cunho político que envolvam o Partido dos Trabalhadores contaminados de pré-julgamentos, em flagrante desrespeito a uma cláusula pétrea da justiça sobre o principio da imparcialidade, até porque, justiça é o respeito à igualdade de todos os cidadãos.

Não estou aqui pedindo que se solte Barrabás mas que se cumpra a lei e que se dê aos réus o direito a ampla defesa, ao contraditório em um julgamento justo e sem vícios e, acima de tudo, imparcial.

Há uma sabedoria popular que diz:

No Brasil, dizem que tem "lei que pega" e "lei que não pega"

A Constituição, por exemplo, não pegou.

Haja vista que, os senhores Sérgio Moro e Joaquim Barbosa não se sentem ou se sentiram constrangidos ou envergonhados em usarem balanças viciadas para pesar os réus da AP 470 e da Operação Lava Jato a fim de preservar àqueles que mais se identificam politico e ideologicamente com os seus interesses particulares.

Como suas manobras,cerceamentos e parcialidades tentaram e tentam impor na mente do brasileiro mediano o sofisma de que são baluartes ou defensores poderosos da Lei.

Ledo engano, com a sua "Fiat justitia ruat caelum", justiça ainda que o céu caia, querem provocar o caos no país e,assim, acelerarem um golpe branco engendrado já há algum tempo para retirar o PT do poder.

Em todos os processos de investigação de escândalos dos últimos 13 anos foram encontrado nas cenas dos crimes DNA dos tucanos, contudo, o tratamento dispensado para os psdbistas envolvidos é de "amicus curiae", amigos da corte.

Não se investiga com profundidade, se arquiva, se anula todo tipo de provas e processos daqueles que estão acima da Lei. 

In verbis, nestas palavras.

José Carvalho, Salvador, abril de 2015.














segunda-feira, 20 de abril de 2015

AÉCIO NEVES E A SÍNDROME DE CAPGRAS.

Um olhar atento sobre as ações do senador tucano Aécio Neves, é possível perceber que a derrota apertada para a presidenta Dilma Roussef no ultimo pleito eleitoral mexeu com o psiquismo do político  e, de certa forma, ele deixa transparecer que se lhe abriu uma porta para os problemas psicológicos.

A sua insatisfação e revolta por não ter tido êxito nas urnas é algo que o senador não consegue esconder - está patente a olhos vistos.

No início as suas ambições golpistas eram veladas, adotava o estilo morde e assopra - conspirava, articulava e instigava nos bastidores um golpe branco contra a presidenta eleita e depois buscava os holofotes da grande mídia para "assegurar" a sua opção pelo respeito a democracia - só fachada.

Depois que o TCU ter dito que a presidenta Dilma pode ser responsabilizada por crime de manobra fiscal, fez reacender em Aécio Neves a pressão pelo pedido de impeachment da presidenta.

O senador desde que começou o ano legislativo não tem feito outra coisa senão atacar de modo ostensivo,contínuo e rasteiro a representante do executivo federal.

O seu desempenho parlamentar é pífio no senado federal e tende a continuar assim devido a sua ideia fixa de quem deveria ser o presidente da republica era ele, não Dilma.

Sinal claro que o jovem político pode ter desenvolvido a Síndrome de Capgras, uma desconexão entre áreas do cérebro que produz a crença ilusória de que alguém próximo foi substituído por um impostor idêntico.

Ou seja, o senador tucano ver a presidenta petista como uma impostara devido ao trauma psico-emocional sofrido nas eleições passada.

Lamentável.

José Carvalho, Salvador, abril de 2015.





  





INCUTIR O MEDO NO MERCADO COMO FORMA DE GANHAR DINHEIRO.

O método da Empiricus Research para vender os seus serviços de consultoria econômica é plagiando as ações do bispo Edir Macedo para tirar dinheiro dos seus fiéis.
Incuti-se o medo no psiquismo das pessoas e depois vem com o envelope da "solução".
O bispo usa o mal,o capeta, como pretexto para auferir o lucro fácil e para a  Empiricus Research o mal, o demônio, se chama Lula, Guido Mantega, Dilma e o PT para tirar proveito dos empresários temerários sobre o futuro da nossa economia e o envelope é substituído por boletos bancários com valores "generosos".
Quem levar a sério os seus agouros não bota o pé fora de casa e não investe nem em ouro em pó a R$10,00 o quilo.

José Carvalho, Salvador, abril de 2015.

A INDUSTRIA BÉLICA COMO FOMENTADORA DE INOVAÇÕES CIENTIFICAS E TECNOLÓGICAS.

Não é preciso ir muito longe na História a fim de se concluir a importância das pesquisas e invenções militares que tiveram emprego prático na sociedade civil.

Como o forno microondas, GPS, câmeras digitais, controle do tráfego aéreo através do radar, computadores, ultra-sonografia, panela de teflon, enfim, um grande números de produtos criados para fins militares e depois adaptados para o uso civil.

A industria nacional voltada para o uso civil ainda não conseguiu tirar o Brasil da condição de país exportador de commodities para país exportador de tecnologia ou de valor agregado.

As commodities representam 80% das exportações brasileiras ou mais de 41% do PIB, o que torna a nossa economia e moeda fracos em razão da dependência da volatilidade dos preços desses produtos no mercado externo.

Países como a Alemanha e a Suíça que não produzem um pé de café ou de cacau, compram commodities desses produtos do Brasil e exportam café e cacau industrializados e ganham,até, 10 vezes mais o valor que foi pago pelo produto primário.

O fortalecimento da industria bélica nacional poderá mudar este quadro, através das suas pesquisas e inovações tecnológicas transferidas para a iniciativa privada.  

O Brasil precisa criar  o seu Vale do Silício se quiser efetivamente ser uma grande potência mundial com uma economia sólida, foi assim com a China e a Coréia do Sul.

A própria exportações de produtos militares já ajudariam a mudar este quadro de país exportador de produtos primários e melhorar os resultados da nossa Balança Comercial - um exemplo disso é o comércio bélico americano que abocanha mais de 78% das exportações mundiais e com ele, uma fortuna em dólares maior que o PIB de muitos países da África e da América Latina juntos.

Os resultados desses investimentos são de médio a longo prazo mas quanto antes o Brasil começar a investir, mais cedo os resultados vão aparecer.

José Carvalho, Salvador, abril de 2015.

  









domingo, 19 de abril de 2015

AS POLICIAS MILITARES COMO INSTRUMENTO DA EUGENIA E DO HIGIENISMO SOCIAL.

Escrever sobre um tema complexo em, no máximo, 15 linhas, é um exercício de contorcionismo e demonstração da capacidade de objetividade e clareza.

Mas alguém já disse que o "princípio" é um bom lugar para se começar.

Sendo,assim, falar de polícia na Bahia ou no Brasil é buscar referências na História do Brasil.

A criação das polícias militares datam do início da Casa Imperial Brasileira, período da criação das chamadas Guardas Real de Polícia por iniciativa de  Dom João VI, rei de Portugal, quando transferiu a Corte de Lisboa para o Brasil fugindo de Napoleão.

Um rei absolutista, hesitante e apagado que nunca conseguiu viver uma paz duradoura em seu reinado, chega a um novo país de um novo continente cheio de temores.

Não seria um equívoco histórico dizer que as Guardas Real de Polícia surgiram por causa dos temores de um rei que queria assegurar um distanciamento seguro entre a Corte de Lisboa e os nativos brasileiros.

Ou seja, as Guardas Real de Polícia seria o aparelho repressor do estado para manutenção do distanciamento entre ricos e pobres.

Este preâmbulo se fez necessário a fim de dar sustentação ao que irei expor, com o fim da escravidão no Brasil, os casos de violência no país cresceram em face ha uma população de escravos recém-libertos sem nenhuma reparação e jogados a própria sorte no mundo.

A insatisfação dos antigos senhores de escravos levava a polícia a praticar os tribunais de exceção, julgando e sentenciando a morte os negros envolvidos em supostos crimes através de execuções sumárias legitimadas pelo pré-conceito racial.

Daí em diante a coisa não mudou muito, os casos mais emblemáticos ocorrem na Bahia, o estado com a maior população negra fora da África, onde ocorre um grande numero de morte de jovens e adolescentes negros.

Para não enumerar os vários casos de violência policial contra a população negra do estado - que não são poucos - e  a fim de ser sucinto, citarei apenas o caso dos 12 jovens mortos no bairro do Cabula em Salvador, no início de fevereiro de 2015.

É bom que se registre que alguns dos jovens mortos estavam, de fato, envolvidos com o mundo do crime mas o que se discute são os Tribunais de Exceção em flagrante desrespeito ao Estado Democrático de Direito, onde os acusados têm direito a ampla defesa e a um julgamento justo e imparcial.

Segundo testemunhas as vítimas se achavam rendidas e desarmadas quando foram flagradas durante a abordagem policial, e que os tiros foram disparados sequenciadamente para o extermínio desses jovens.

Este caso envolve a OAB, MPBA, entidades do Movimento Negro e abrange a ONU que deve interpelar o Brasil perante os tribunais penais internacionais, já que trata o caso como genocídio.

É cresce,também, o pedido de aprovação da PL 4471/12 que pede o fim dos "Autos de Resistência" criado durante a Ditadura Militar, que proibia a investigação de crimes de homicídios cometidos por policias militares.

A chacina ocorrida no bairro do Cabula em Salvador tem alguma semelhança com o assassinato de 69 negros ocorrido em Sharpeville  na África do Sul em março de 1960, durante o governo do primeiro-ministro Hendrik Verwoerd, foram tiros disparados sem aviso prévio ou justificativa e a maioria das vítimas baleada pelas costas.

Inegável dizer, que a policia no Brasil ainda traz o "ranço" histórico do por quê da sua origem e criação - e quando quem está no governo ressuscita este gene adormecido através do incentivo a repressão arbitrária e violenta este cíclo fica difícil de ser quebrado. 

Quem não se lembra do velho cacique da Bahia e da sua Guarda Pretoriana?  

José Carvalho, Salvador, abril de 2015.







SHOW DE RITMOS LATINOS COM A CANTORA MARYAM SANTANGELO,NO ME GUSTA SABOR MEXICANO.

Dia 23 de abril no MeGusta Sabor Mexicano a partir dás 19 horas, show acústico da cantora Maryam Santangelo com o seu repertório de ritmos latinos.
A Maryam Santangelo, é uma cantora eclética que passeia por diversos ritmos musicais com excelente qualidade.
Próxima quinta-feira, no MeGusta Sabor Mexicano.
Faça já a reserva da sua mesa:
071 3344-1091
071 8195-5609