quarta-feira, 8 de abril de 2015

MANIFESTAÇÕES DO DIA 12/04: O AMOR CONDICIONAL DO POVO.


A História da Humanidade sempre nos ensinou que a relação do povo com quem governa é passional. Ou seja, é uma relação marcada pelo "amor condicional".
Se a economia proporciona distribuição de renda, inflação baixa, garantia de emprego e renda e a possibilidade de consumo de bens duráveis, o sentimento do povo para com quem governa é de estima e afeto.
Mas a politica fiscal contracionista lançada pelo governo no final de 2014 pôs fim a este ciclo de  "Amor Shakespeariano".
E o que vamos ver no próximo domingo, dia 12 de abril, são ruas repletas de pessoas insatisfeitas com o governo não por conta dos escândalos mas em razão do fim de um ciclo de bem-estar econômico face ao arrocho do governo para pagar os juros dos títulos da dívida publica.
Os coxinhas finalmente vão conseguir encher às ruas do país com uma multidão - é uma covardia mas,infelizmente, é assim que funciona a democracia e a relação do povo com quem governa.
José Carvalho, Salvador, abril de 2015.