domingo, 26 de abril de 2015

QUEM TEM O PSDB COMO ADVERSÁRIO POLÍTICO: REGISTRO DE PATERNIDADE E DNA EM CARTÓRIO.

Durante o Congresso Municipal do PT de Salvador, realizado no ultimo dia 25 de abril na sede do SINDAE.
O economista Sergio Grabrielli falava da necessidade do governo fixar na memoria do povo os programas sociais implementados pelo governo petista durante os últimos 12 anos, como o Bolsa Família, Pronatec,Pro-Uni,FIES, Sistema de Cotas,Brasil Carinhoso, Programa Luz Para Todos,Mais Médicos, Minha Casa Minha Vida, SAMU, Farmácia Popular,Brasil Sorridente e o Água Para Todos.
Em parte não valorizado pelos beneficiários devido a ausência de Assistentes Sociais nos postos de atendimentos das prefeituras municipais - muitas delas governadas por partidos de oposição ao governo - a fim de explicar aos beneficiários dos programas que estes surgiram devido a vontade política do governo de transferir renda mínima às famílias em situação de extrema pobreza ou pobres, dar acesso ao ensino superior, a formações técnicas,água, energia e saúde.
Exemplos foram citados para falar da falta de reconhecimento dos beneficiários desses programas, como a de um jovem negro que cursava uma universidade publica e dizia que estava lá porque era obrigação do governo fazer isso ao que o seu interlocutor lhe perguntou:
- Quem estava no governo não tinha essa obrigação antes,não?
Assim também com os demais programas sociais.
Ou seja, o governo precisa fortalecer para o povo quem foi o idealizador dos programas sociais devido a opção que o PT fez pelos pobres e pelos que não tinham voz e nem vez para entrar no Orçamento da União e se tornou a base das políticas publicas do governo petista.
Ainda mais quem tem como principal adversário político o PSDB, PSDB que lembra FHC, que lembra plágios de intelectuais banidos pela ditadura, do livro A Soma e o Resto copiado de La Somme  Et Le Reste de Henri Lefebvre e o mais grave, roubou a autoria do Plano Real, só porque havia assinado as cédulas de Real em lugar do ex-presidente Itamar Franco.
Fazer o registro da paternidade e do DNA dos avanços das politicas afirmativas de reparação racial e social  postas em prática pelo governo progressista do PT na memoria do povo é uma questão de justiça e preservação.

José Carvalho, Salvador,  abril de 2015.