sexta-feira, 24 de abril de 2015

O BRASIL PRECISA DE POLÍTICOS DE PALANQUE AO INVÉS DE POLÍTICOS EM CARGO ELETIVO.

O que leva o eleitor a se decidir sobre qual candidato a ser  votado em um pleito eleitoral são as suas propostas e projetos de campanha.

É quando, de fato, o politico se aproxima dos anseios e das necessidades do povo em sinergia entre o interesse político e o popular.

A fala do candidato soa como musica ao ouvido do eleitor com versos bem ritmados de se, caso eleito, vai representar o povo, se compromete em ser o seu porta-voz no Legislativo ou Executivo. 

Contudo, depois de eleito o "representante do povo" troca o seu canto de sereia que usou para causar torpor mental no eleitor por grunhidos estridentes que causam zumbido no ouvido do eleitor.

A aliança celebrada com o povo em cima de um palanque de ser o seu porta-voz na política é substituída pelos seus interesses privados,particulares, partidários e empresariais.

O povo é prioridade na politicas quando o interesse popular está acima dos interesses pessoais e partidários de um político.

Enquanto quem está na base da pirâmide social sofre os efeitos amargo de uma política fiscal contracionista, políticos de oposição promovem a confusão na política a fim de gerar o caos no país, antecipam temerariamente uma eleição que só será disputada em 2018 em prejuízo da nação e do interesse popular.

Político que chega a fazer piada em sua página no Facebook ao postar que iria abrir uma CPI para apurar o "por quê" do seu time ter perdido uma partida de futebol durante um final de semana - como fez o presidente da Câmara dos Deputados Federais, Eduardo Cunha.

Desde que ocupa a presidência da câmara não priorizou nenhuma votação de PL de interesse popular, ao contrário, concluiu a votação da PL 4.330/2004 que praticamente extingue a CLT e  favorece os donos do capital via maior exploração do trabalhador.

O governo federal também é atacado por partidos que fazem oposição pela oposição e não colocam o país acima das diferenças politico-partidário, os tucanos prometem até a próxima quarta-feira, dia 29 de abril, apresentar pedido de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff por crime de responsabilidade fiscal e por sua vez o seu fiel escudeiro, o DEM, entrou com pedido de cassação do pedido de registro do PT junto a PGR por subordinação ao "Foro de São Paulo".

Se estes senhores e senhoras à frente do Legislativo - que se dizem representar o povo - se assim o fizessem, de verdade, entenderiam que crise econômica aliada a uma crise política quem só saí perdendo é o povo.

Por isso político bom é político de palanque porque fala a mesma língua do povo.

José Carvalho, Salvador, abril de 2015.