segunda-feira, 22 de agosto de 2016

PEC 241/2016 A REEDIÇÃO DA PRIVATARIA TUCANA E A SENTENÇA DE ESTAGNAÇÃO ECONÔMICA POR 20 ANOS

O texto a seguir foi escrito a pedido de um internauta no Twitter que desejava explicações sobre as diferenças entre as gestões de governos psdbista e petista. 

Como o que publico no Facebook também é compartilhado no Twitter irei te esclarecer @dariojunior sobre o PSDB ter feito privatizações "sem quebrar o país" diferentemente do PT que não privatizou e "quebrou" o Brasil. 
Difícil ter que explicar sobre um tema tido como superado há muito tempo mas tudo bem...
Quando o governo do PSDB recorreu por 3 vezes ao FMI é um sinal tácito da insolvência em que o país se encontrava.
Insolvência causada por sua irresponsável decisão de aderir ao Plano Brady movido tão somente pelo seu aculturamento que o faz ter "orgasmo duplo" por tudo que vem dos EUA como disse Leonel Brizola, decisão equivocada que só fez aumentar a nossa Dívida Publica Federal - quanto a Dívida Publica Brasileira, o Plano Brady e uma cláusula contratual pétrea assinada por FHC que impede a revisão ou auditoria da nossa DPF há qualquer tempo, escrevi um artigo em meu blog há mais de um ano que trata de cada um destes tópicos - vou compartilhar de novo.
O sinônimo de FMI é receituário recessivo que implica em promover o desemprego na economia. 
Desemprego que chegou a 12,1% durante o governo FHC, FMI também é aumento de impostos,contingenciar investimentos na economia a fim de gerar o superávit primário para o envio de recursos financeiros líquidos para as Metrópoles na Europa e América do Norte, no antigo sistema de colonização a colônia enviava metais preciosos, açúcar e café para as terras dos seus senhores.
A defesa para a entrega das nossas riquezas nacionais aos grupos de interesses nacionais e transnacionais era que os recursos advindos da Privataria Tucana serviriam para pagar a nossa dívida publica. 
Pergunto: 
- Pagou?
- Não! Não pagou.
O risco país se achava lá em cima, a inflação ultrapassava os 12,5% , o governo da presidenta Dilma Rousseff em seu primeiro terminou com uma inflação de 6,1% dentro do Centro da Meta que era de 6,45% em seu segundo mandato a meta é revista para 6,5%, contudo, teve várias dificuldades para cumprir a meta de inflação e em abril quando foi afastada deixa uma inflação acumulada de 9,28%.
As dificuldades encontradas foram um lisérgico derrotado nas urnas que prometeu fazer o pais sangrar por não tê-lo deixado cumprir a sua sina meritocrática, um Congresso Nacional de achacadores liderado pelo gangster Eduardo Cunha que inviabilizava qualquer projeto de ajuste macroeconômico para os equilíbrio das Contas Nacionais e a desaceleração da economia mundial devido as crises de 2008,2010,2014 e 2015 em sua grande maioria nascidas na Europa, exceto, a crise de 2008 mas demais tem origem na Zona do Euro que ainda não superou a crise de outubro de 2008 que teve efeito global muito maior.
Impossível não imputar a Operação Lava Jato o descalabro da nossa economia, haja vista que, as empreiteiras e a Petrobras fazem parte de um setor que responde por mais de 22% do nosso PIB por isso o ex-presidente Lula disse que algum dia vai surgir um economista capaz de fazer o levantamento dos prejuízos causados a economia do Brasil através da Operação Lava jato.
É isso ai Dário...espero ter tirado as suas duvidas embora particularmente acredite que não até porque é fácil perceber que suas impressões sobre o PT,economia, Lula e Dilma sofrem forte influência midiática que trabalham com o subconsciente das pessoas com suas ardilosas manipulações da informação.
José Carvalho, Salvador, agosto de 2016.