domingo, 29 de maio de 2016

Glenn Greenwald, o jornalista americano que está fazendo o golpe de estado retroceder no Brasil.

"Nunca antes no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos"
Winston Churchill
Foi a partir das suas denuncias contra a parcialidade e o engajamento político da grande mídia corporativa brasileira nas mãos de 9 famílias apenas que a opinião pública internacional tomou ciência o que ocorria no Brasil não era um processo democrático para subverter a vontade soberana do povo através de um processo de impeachment constitucionalmente legal mas uma conspiração com o objetivo de mudança da liderança executiva do país para impedir que a maior operação de investigação contra a corrupção e a lavagem de dinheiro, a Lava Jato, prosperasse em seus objetivos. 
Suas reportagens correram mundo afora afirmando o que ocorria no Brasil era, de fato, um golpe de estado.
E sem a opinião publica internacional favorável qualquer golpe estará fadado ao fracasso, exceto, se os golpistas preferirem o isolamento internacional diante das principais potências mundiais que em um mundo globalizado nada mais é que um suicídio político e econômico.
Por isso o PIG de supetão mudou de opinião e já articula o golpe no golpe mas estamos atentos a sua repentina mudança de ponto de vista.
José Carvalho, Salvador, maio de 2016.