quinta-feira, 19 de maio de 2016

O POVO BRASILEIRO SE POLITIZOU OU CONTINUA SENDO O MESMO POVO INSUFLADO PELA GRANDE MÍDIA CORPORATIVA?

Atualmente se tem dito que o povo brasileiro  passou a se interessar por política em razão de sair às ruas em protesto e de participar de discussões politicas através das redes socais e em conversa entre amigos.

Contudo, sem ser preciso  um olhar atento para esta questão é fácil perceber que este argumento é falso,  o que se pode concluir deste fato é que muitos dos ditos "politizados" não têm consciência politica alguma a fim de tirar o véu das relações de poder, dominação e influência do nosso sistema político e social do qual este se insere.

Na verdade e, precisamente. o que se pode perceber são pessoas cheias de bazófia sem a mínima condição de irem além daquilo    que âncoras de telejornais, do rádio ou manchetes de jornais ou revistas lhes noticiam sobre algum fato -  apenas  noticiam sem a preocupação de informar.

Por isso é bastante recorrente você questionar dos  chamados "coxinhas" o aprofundamento de determinados temas políticos e os ditos "politizados" não conseguem ir além das manipulações midiática - simplesmente sofrem um bug mental, apagam.

São meros reverberadores das pautas editoriais da grande mídia hegemônica do país, seguidores do senso comum sob o efeito manda causado pelos apelos das manipulações midiática que trata o povo brasileiro como gado.

A partir daí é possível entender o porquê dos pobres defenderem ricos no Brasil, veem  seus direitos trabalhistas e sociais sendo solapados a olhos vistos pelo atual governo interino e o seu posicionamento é passivo e sem resistência diante dos ataques sofridos.

Não percebem que algo está errado, não fazem cognições entre o impedimento do ex-presidente Lula para ocupar a pasta da Casa Civil da Presidência da República que naquele momento nem investigado era pelo STF, vem  o atual governo e nomeia 7 ministros investigados pela Suprema Corte do país e um líder de governo no Congresso em que pesa sobre ele crime de sangue, assassinato, um ministro da justiça com 36 processos nas costas e um presidente interino citado várias vezes na maior operação de combate a corrupção e lavagem de dinheiro do Brasil, a Operação Lava Jato,   e não se dão conta destas contradições é como se esperassem um "start" da "Mãe de Todas As Manipulações no Brasil", a Rede Globo de Televisão, para receberem a instrução subliminar de  como deverão se indignar. 

Sendo, assim, é falacioso, um sofisma dizer que o povo brasileiro passou a se politizar quando na verdade continuam sendo os mesmos objetos e marionetes nas mãos da inescrupulosa  grande mídia brasileira. 

José Carvalho, Salvador, maio de 2016.