sábado, 19 de setembro de 2015

LULA: LEVEI EMPRESÁRIOS AOS QUATRO CANTOS DO MUNDO.

A História deveria ser considerada como parte das "Ciências Exata" porque seus ciclos se repetem com uma precisão matemática capaz de prever o tempo exato da colisão entre dois átomos.
Como previsto por alguns teóricos do pensamento socialista, o capital e a classe média se vendo na iminência de perder o seu status-quo abandonam o conservadorismo e o pensamento econômico neoliberal e se une ao pensamento socialista progressista.
O governo FHC levou o país ha um dos piores indicies sociais e econômicos da sua história recente e o horizonte era de incertezas, incertezas que sepultaram o pensamento neoliberal do PSDB.
Neste ínterim aparece o PT na figura do ex-presidente com uma nova proposta de matriz econômica para o Brasil, o grande capital nacional sabia que o projeto neoliberal estava falido e abraçou - abraçou com reservas e acordos mútuos - esta nova proposta.
Foram longos 12 anos de altos lucros e de expansão do grande capital nacional, contudo, reveses econômico internacional causou contração do PIB mundial e, por conseguinte, da atividade econômica interna.
Os fundamentos macroeconômico atuais do país nem de longe se comparam ao da era FHC mas, ainda assim, o grande capital e a classe média, classe média que se achava falida durante os anos de governo tucano, já ensaiam fazer o caminho inverso.
Mas a direita, o pensamento econômico neoliberal, os conservadores e reacionários têm um poderoso obstáculo e um gigante imbatível a transpor:
- Os das comparações.
Nunca neste país depois de Juscelino Kubitschek se investiu tanto em infra-estrutura, em politicas publicas de inserção racial,social e econômica, de valorização geopolítica da imagem do país no exterior, de crescimento da riqueza nacional, de modernização das suas Forças Armadas, de expansão do comércio exterior através da prospecção de novos mercados para os produtos brasileiros.
O PT trabalha para mostrar que o Brasil não é uma "Republiqueta de Bananas" mas uma nação livre e soberana e que seus governantes após eleitos não precisam colocar em sua agenda de trabalho a primeira viagem internacional aos EUA a fim de tomar a sua "bênção papisa".
Os 502 de governo da direita no país tem estes obstáculo abissal a transpor para se equiparar aos 12 anos de governo progressista do PT e como isto é impossível procuram desconstruir a sua reputação e através do golpe retornarem ao poder.
E como disse o poeta Mário Quintana:
"Todos estes que aí estão
Atravancando o meu caminho,
Eles passarão.
Eu passarinho!"
José Carvalho, Salvador, setembro de 2015.