segunda-feira, 30 de março de 2015

A CIA A SERVIÇO DOS INTERESSES GEOPOLÍTICOS NORTE AMERICANO


Milhares de brasileiros saíram às ruas no dia 15 de março inconscientemente para cumprir a agenda da Casa Branca e da CIA para a desestabilização dos governos progressistas da América Latina.

O Brasil, a Rússia, a China, a Venezuela, a África do Sul, a Índia, a Argentina e a Síria fazem parte dos interesses em garantir da manutenção do poder hegemônico dos EUA sobre o mundo.

Este processo de desestabilização politica e econômica do Brasil - processo é um conjunto sequencial de ações - vem sendo movido pelo governo estadunidense desde a descoberta do pré-sal na costa marítima brasileira.

Desde então vem agindo nos bastidores para colocar à frente do país um governante alinhado com os interesses de Washington D.C.

Tanto os EUA como lo Reino Unido foram preteridos em todos os leilões de concessões de exploração do pré-sal.
Empresas nacionais, notadamente as voltadas para os meios de comunicação em massa,se aliam como já fizeram no passado aos interesses de Washington para manipular informações com o objetivo de enfraquecer o governo brasileiro.

O interesse da grande mídia em se aliar aos interesses ao governo dos EUA é em face ao temor da politicas de democratização dos meios de comunicação que o PT pretende implantar no país e a mercadoria de troca seria privatizar a Petrobras e o pré-sal.

As manifestações da Revolta dos Guarda-chuvas na China Continental, Passe Livre no Brasil, a 8N na Argentina, as da Crimeia anti-Rússia todas estas manifestações seguem um padrão, o padrão de uma agenda, como se uma unica organização estivesse por trás delas.

E esta organização, a cabeça pensante, a articuladora, é a CIA e os demais serviços de inteligência norte americanos.
Como a maioria dos brasileiros não são dados a leitura,sendo,assim, a sua principal fonte de informação é a mais fácil, as prontas, as solúveis que não exigem grande esforço mental.

No geral a sua escolha por informações recai invariavelmente sobre os telejornais da Rede Globo de Televisão.
A preguiça mental torna o brasileiro presa fácil das manipulações midiáticas.

Hoje nas ruas, na sua totalidade, os que vão protestar tomaram esta atitude baseados no que ouviram em tevês,rádios ou leram na revista Veja.

Não sabem que por detrás de cada notícia há um interesse escondido, não têm a capacidade de um raciocínio cognitivo a fim de analisar a história política do seu país e avaliar os avanços e retrocessos, casos de corrupção, escândalos, práticas da direita e da esquerda, governos e governantes e etc....

Quando você diz que é PT é comum ouvir o bisonho retrucar dito com um peito de pombo:

- Você não viu o Jornal Nacional,não?!

- Você não leu a Veja desta semana,não?!

Claro que a sua grande maioria não expõem a sua pouca percepção da realidade dos fatos políticos dizendo que as suas fontes de informações são a Veja e o JN, omitem por vergonha porque sabem que não podem debater em igualdade de condições com quem é de esquerda.

A briga entre irmãos é algo que não é bom para qualquer governo, regime político ou país.

José Carvalho, Salvador, março de 2015.