domingo, 29 de março de 2015

USAR O CÉREBRO CERTO.

Que os ajuste das nossas contas correntes não demore presidenta Dilma Rousseff.
Enquanto o povo usar a cabeça para tomar decisões,tudo bem.
Mas se passar a usar aquele que para alguns nutrólogos é o segundo cérebro humano, o estomago, não vai ter governo democrático que se sustente em pé.
Em 2008, ano da crise da bolha imobiliária estadunidense, o ex-presidente Lula contrariando toda ortodoxia econômica mandou que os trabalhadores consumissem se não perderiam seus postos de trabalhos - e foi atendido.
Mas hoje o consumo está reprimido e ninguém se aventura em consumir diante das indefinições sobre o futuro da nossa economia, a poupança tem sido a opção mais sensata a ser feita no momento.
A maioria dos brasileiros não têm contas em paraísos fiscais como forma de hedge financeiro diante de turbulências e incertezas econômicas.
Não se demore,não. Viu presidenta ?
Não municie o inimigo punindo os seus aliados, o povo.
José Carvalho, Salvador, março de 2015.